BRASIL

Resultado do PIB de 2017 deve gerar a criação de 3 milhões de empregos

Resultado do PIB de 2017 deve gerar a criação de 3 milhões de empregos

Estimativa foi declarada pelo presidente Michel Temer em vídeo nas redes sociais. PIB de 2017 fechou com crescimento de 1%, na comparação com 2016

O presidente Michel Temer comemorou o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de 2017 e estimou um aumento maior este ano. Em vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente disse acreditar em um aumento na geração de empregos.

“Essa recuperação do ano passado pode trazer um PIB, uma produção nacional, de cerca de 3%. O que isso significa pra você? Significa a possibilidade de criar mais de 3 milhões de novos empregos. Isso significa progresso e desenvolvimento”, disse o presidente.

Pelo Twitter, Temer ainda acrescentou: “Esta é uma boa notícia que quero compartilhar com vocês. O PIB de 2017, divulgado hoje, foi de 1%. Isto significa que o país voltou a crescer e estamos no caminho certo para criar mais empregos”.

Mais cedo, em entrevista ao vivo à Rádio Tupi, o presidente disse que o resultado do PIB representa “esperança”. Ele afirmou ainda que o país está crescendo. “Veja o que aconteceu com a indústria, em pouco tempo de governo. De seis meses pra cá, a indústria tem se recuperado, o varejo tem vendido enormemente. E, ao mesmo tempo, não descuidamos dos programas sociais”, acrescentou.

O PIB de 2017 fechou com crescimento de 1%, na comparação com 2016. Em valores correntes, o valor do PIB em 2017 atingiu R$ 6,6 trilhões. Em 2015 e em 2016, o resultado ficou negativo, com duas quedas consecutivas de 3,5%.

Os dados foram divulgados hoje (1º), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com os resultados das contas nacionais trimestrais, o que inclui o fechamento do ano.

Em 2017, contribuíram para o resultado as altas de 13% na agropecuária e de 0,3% nos serviços, além da estabilidade nas indústrias. O resultado da agropecuária foi o melhor em toda a série, iniciada em 1996.

Fonte: Agência Brasil. 

 

Onda de frio resulta em 38 mortos na Europa

 

Na República Tcheca, oito pessoas morreram nos últimos dias por causa do frio, cinco delas ontem, informaram hoje veículos da imprensa tcheca

Pelo menos 38 pessoas morreram no decorrer desta semana nas regiões central e Sudeste da Europa devido à onda de frio que marcou temperaturas de até -25 graus centígrados. O maior número de vítimas foi registrado na Hungria, onde 21 pessoas morreram entre domingo e ontem, informou nesta quinta-feira (1º) a organização não governamental (ONG) Fórum Social Húngaro.  A informação é da Agência EFE.

“A maioria das vítimas eram pessoas doentes e idosas, assim como gente que vive na miséria”, indicou a ONG, que detalhou que a maior parte delas morreu dentro de casa por falta de calefação.

Na República Tcheca, oito pessoas morreram nos últimos dias por causa do frio, cinco delas ontem, informaram hoje veículos da imprensa tcheca.

As temperaturas mais baixas do país foram registradas nos Montes Metalíferos, no noroeste do país, onde o termômetro chegou a -25,2 graus.

Quatro pessoas morreram na Eslováquia, enquanto na Romênia foram contabilizadas outras duas mortes por causa do frio.

Nesse país, o mal tempo obrigou as autoridades a tomarem medidas como o fechamento das escolas na capital Bucareste e em outras cidades.

Além disso, a rodovia entre a capital romena e a cidade litorânea de Constança teve que ser fechada, assim como dezenas de estradas.

Segundo a polícia romena, mais de 100 conexões de trem e 15 vôos também foram cancelados.

Na Sérvia, duas pessoas morreram de hipotermia por causa da onda de frio que afeta o país esta semana e que registrou hoje temperaturas de 24 graus abaixo de zero.

Dois homens, de 49 e 75 anos, respectivamente, foram encontrados mortos em diferentes pontos do Leste do país.

Na Eslovênia, um homem morreu de frio na quarta-feira em Maribor, ao ficar inconsciente após cair no chão do quintal de sua casa, para onde tinha saído para cortar lenha, informou a Agência “STA”.

Outro homem, de 79 anos, foi encontrado em estado grave por hipotermia na mesma cidade.

No nordeste do país, onde fica Maribor, as temperaturas seguem abaixo dos 20 graus negativos.

De acordo com as últimas previsões, a temperatura deve começar a subir a partir do fim de semana.

(Agência Brasil) 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BRASIL

Mais em BRASIL

Autorizado concurso da Polícia Federal: 500 vagas com salário de até R$ 24 mil

Reportagem Metrópole20 de abril de 2018

Operadoras de tele lideram reclamações.

Reportagem Metrópole19 de março de 2018

Presidente da Hydro admite descarte irregular de água não tratada no rio Pará

Reportagem Metrópole19 de março de 2018

Dupla de Páscoa

Reportagem Metrópole1 de março de 2018

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 11 milhões nesta quarta-feira.

Reportagem Metrópole1 de março de 2018

Envelhecimento da população gera alta no custo de planos de saúde, diz ANS

Johnnathan9 de outubro de 2017

Creche incendiada em Janaúba será reinaugurada em 80 dias

Johnnathan9 de outubro de 2017

Cartórios de registro civil já podem emitir documentos de identificação

Johnnathan3 de outubro de 2017

Correios ingressam com ação de dissídio coletivo contra greve de trabalhadores

Johnnathan28 de setembro de 2017
Rede Metrópole de Comunicação
Rua T55 esq. rua 9
Qd.: G21 Lt.: 01
CEP: 74150-320
Fone: (62) 3215-9670
Email: comercial@metropolenews.tv.br
março 2018
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Parceiros

Parceiros

Copyright © 2017 Metropole News.