GOIÁS

Polícia Civil indicia 14 presos pela morte de detento em cadeia de Catalão

Polícia Civil indicia 14 presos pela morte de detento em cadeia de Catalão

Polícia Civil concluiu inquérito sobre a morte do detento Valdair Leonel, de 51 anos, nesta terça-feira (8), em Catalão, no sudeste de Goiás.Homem foi achado morto enforcado em cela do Presídio de Catalão em 21 de janeiro deste ano. O delegado Vitor Magalhães indiciou os 14 presos que estavam na cela com a vítima por homicídio qualificado por tortura e recurso que impossibilitou defesa da vítima. Ainda segundo a Polícia Civil, autores gravaram e divulgaram vídeo da morte dele.

Conforme o delegado, a vítima estava detida por descumprir uma medida protetiva relativa a um caso de violência contra uma mulher. No entanto, os presos souberam que ele tinha uma denúncia por estupro de um menino de 9 anos.

“Os próprios presos mudaram ele da cela três para a cela cinco, sem que os agentes percebessem. Ele foi torturado por mais de duas horas e forçado a admitir o estupro. Alguns deles confessam alegando que, por questões de diretrizes da organização que fazem parte, esse tipo de crime tem que ser cobrado com a morte”, contou.

Magalhães explicou que todos os detentos foram ouvidos durante as investigações e, através da perícia, foi possível identificar de quem eram as vozes que conversavam com a vítima na gravação.

“Alguns disseram que estavam dormindo, outros que não viram, mas pelo que apuramos, ele ficou sendo torturado lá entre 19h e quase 22h, não teria como, numa cela superlotada, não perceberem o que estava acontecendo. Por isso, indiciamos todos que estavam na cela”, argumentou.

Ainda segundo o delegado, há questões relacionadas à atitude dos agentes a serem apuradas. “Tem irregularidades aí. A vítima foi mudada de cela pelos presos, não foi percebido pelos agentes, só depois que acharam o corpo. Nesse caso, as falhas administrativas vão ser apuradas pela Secretaria de Segurança Pública. A Polícia Civil entende que, por mais que haja falha, não faz com que agentes sejam partícipes deste crime” concluiu.

A  assessoria de imprensa da Superintendência de Administração Penitenciária (Seap), por meio de mensagens e telefone, e aguarda posicionamento do órgão a respeito de apurações administrativas relacionadas ao caso.

Fonte: G1

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GOIÁS

Mais em GOIÁS

Goiânia Noise Festival reúne mais de 50 atrações; veja programação

Ana Lúcia18 de agosto de 2017

Inmetro descobre adulteração de bomba de combustível durante aula prática em posto de Goiânia

Ana Lúcia17 de agosto de 2017

Com liberação de R$ 440 milhões, FCO pode gerar 777 novos empregos em Goiás

Ana Lúcia16 de agosto de 2017

Prefeito de Goiânia nega execução de lei que prevê tempo máximo de espera para atendimento de pacientes do SUS

Ana Lúcia16 de agosto de 2017

Passe Livre atenderá mais 15 mil estudantes na Região Metropolitana de Goiânia

Ana Lúcia11 de agosto de 2017

Engenheiro mecânico diz à polícia que realizava trabalho voluntário no Parque Mutirama, em Goiânia

Ana Lúcia11 de agosto de 2017

Força-tarefa deflagra 2ª fase de operação contra roubo de cargas em Goiás, mais 4 estados e no DF

Ana Lúcia10 de agosto de 2017

Famílias do Residencial Buriti Sereno ganham mais prazo para entregar documentação

Ana Lúcia9 de agosto de 2017

Agetop interrompe tráfego em trecho da GO-070 para obras de duplicação da pista

Ana Lúcia9 de agosto de 2017
Rede Metrópole de Comunicação
Rua T55 esq. rua 9
Qd.: G21 Lt.: 01
CEP: 74150-320
Fone: (62) 3215-9670
Email: comercial@metropolenews.tv.br
agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Parceiros

Parceiros

Copyright © 2017 Metropole News.