ECONOMIA

Contas externas registram saldo positivo em março, maior resultado desde 2005

Contas externas registram saldo positivo em março, maior resultado desde 2005

As contas externas fecharam o mês de março com saldo positivo, de acordo com dados divulgados hoje (25) pelo Banco Central (BC).

No mês passado, as transações correntes do país, formadas pelas compras e as vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do Brasil com o mundo, ficaram positivas em US$ 1,397 bilhão, o maior resultado para o mês desde 2005, quando foi registrado superávit de US$ 1,716 bilhão.

Este também foi o primeiro superávit registrado em março, desde 2007, quando ficou em US$ 185 milhões.

Nos três meses do ano, as transações correntes tiveram déficit de US$ 4,624 bilhões, contra US$ 7,597 bilhões no primeiro trimestre de 2016.

Balança comercial

Segundo o BC, o superávit é devido ao “expressivo saldo comercial”. A balança comercial (exportações e importações de produtos) contribuiu para reduzir o déficit em transações correntes, ao registrar superávit de US$ 6,935 bilhões, em março, e de US$ 13,816 no primeiro trimestre.

A conta com o maior saldo negativo foi a de renda primária (lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários), com déficit US$ 11,595 bilhões, no primeiro trimestre, e US$ 3,194 bilhões, no mês passado.

A conta de serviços (viagens internacionais, transportes, aluguel de equipamentos, seguros, entre outros) teve saldo negativo de US$ 7,368 bilhões, de janeiro a março, US$ 2,523 bilhões, no mês passado.

A conta de renda secundária (renda gerada em uma economia e distribuída para outra, como doações e remessas de dólares, sem contrapartida de serviços ou bens) apresentou saldo positivo de US$ 523 milhões, no três meses do ano, e de US$ 178 milhões, em março.

Investimento estrangeiro

O investimento direto no país (IDP), recursos que entram no Brasil e vão para o setor produtivo da economia, chegou a US$ 7,109 bilhões, em março, e a US$ 23,943 bilhões, no primeiro trimestre.

O país registrou saída de investimento em ações negociadas em bolsas de valores no Brasil e no exterior e em fundos de investimento no total de US$ 657 milhões, nos três meses do ano.

No primeiro trimestre, também houve saída de investimentos em títulos negociados no país de US$ 1,116 bilhão.

Fonte: EBC Agência Brasil

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ECONOMIA

Mais em ECONOMIA

Brasil deve colher 238 milhões de toneladas de grãos na safra 2016/17, diz Conab

Johnnathan12 de setembro de 2017

Consumidor deve gastar em média R$ 125 com presente do Dia dos Pais

Johnnathan3 de agosto de 2017

A partir de amanhã, FGTS inativo só poderá ser sacado por doentes ou presos

Johnnathan31 de julho de 2017

Procon fiscaliza preço de combustíveis nos postos de Brasília

Johnnathan31 de julho de 2017

Governo divulga aumento de alíquota do PIS/Cofins sobre combustíveis

Johnnathan21 de julho de 2017

Ministro da Agricultura vai a Washington tentar retomar exportação de carne

Johnnathan17 de julho de 2017

Atividade econômica registra queda de 0,51% em maio, diz BC

Johnnathan14 de julho de 2017

Boleto vencido pode ser quitado em qualquer banco a partir de hoje

Johnnathan10 de julho de 2017

Temer sanciona lei que permite descontos para compras feitas em dinheiro

Johnnathan26 de junho de 2017
Rede Metrópole de Comunicação
Rua T55 esq. rua 9
Qd.: G21 Lt.: 01
CEP: 74150-320
Fone: (62) 3215-9670
Email: comercial@metropolenews.tv.br
abril 2017
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Parceiros

Parceiros

Copyright © 2017 Metropole News.